Se somado ao faturamento obtido com as vendas para hospitais e outras instituições públicas e privadas, o faturamento bruto da AstraZeneca atingiu a marca de R$ 1,2 bilhão no acumulado de janeiro a dezembro de 2008, aumento de 26%, enquanto o mercado cresceu 9,1%.

Entre os medicamento de mais destaque estão aqueles destinados ao tratamento de esquizofrenia; os das fases maníaca e depressiva do transtorno bipolar; o Crestor, indicado para o combate do colesterol e para conter a progressão da arteriosclerose; e o Symbicort, utilizado no tratamento de asma.