O Comitê de Educação Permanente, grupo criado em maio de 2008, tem como principal missão auxiliar na educação permanente do farmacêutico, discutindo e organizando os cursos essenciais e os cursos online disponibilizados na Academia Virtual de Farmácia do CRF-SP.

Veja a seguir os objetivos do Comitê de Educação Permanente:

  1. Auxiliar na capacitação técnica do farmacêutico, propondo à Diretoria a realização de cursos presenciais e online de diferentes níveis de conhecimento;
  2. Criar parâmetros de escolha e avaliação da grade de cursos presenciais e online oferecidos pelo CRF-SP, buscando abranger todas as áreas do conhecimento farmacêutico;
  3. Analisar as avaliações e sugestões dos participantes referentes aos cursos presenciais e online e tomar as devidas providências, caso necessário;
  4. Criar parâmetros de escolha e avaliação dos ministrantes de cursos presenciais e online;
  5. Avaliar os candidatos a ministrantes para cursos presenciais e online, conforme critérios pré-estabelecidos;
  6. Avaliar os ministrantes de cursos presenciais e online, conforme critérios pré-estabelecidos;
  7. Promover cursos presenciais e online com qualidade e excelência, a fim de garantir a valorização do Farmacêutico;
  8. Realizar estudos e emitir pareceres solicitados pela Diretoria do CRF-SP.

 

Membros Gestão 2022/2023

Dr. Alípio de Oliveira do Carmo (coordenador)

Dra. Adryella de Paula Ferreira Luz

Dra. Danyelle Cristine Marini

Dra. Fabiana Moreira Nogueira Bechara

Dra. Rosana Matsumi Kagesawa Motta

Dr. Valter Dias da Silva

 

Deliberação nº 02/2019 - Disciplina as regras para ministrantes e tutores do CRF-SP

CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DE SÃO PAULO
DELIBERAÇÃO Nº 02, DE 14 DE FEVEREIRO DE 2019


Disciplina as regras para ministrantes e tutores do CRF-SP.


O Plenário do Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo (CRF-SP), no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Lei nº 3.820, de 11 de novembro de 1960, e pelo Regimento Interno da Entidade, em conformidade com o item 6.8 da ata da 11ª Reunião Plenária Ordinária, realizada no dia 17 de dezembro de 2018,
Considerando a necessidade de disciplinar as regras para ministrantes, RESOLVE.
Artigo 1º. Aprovar as regras para ministrantes e tutores, conforme estabelecido nesta Deliberação.
Artigo 2º. O CRF-SP poderá promover duas categorias de eventos:
a) Cursos presenciais e cursos online, cujos ministrantes e tutores são prestadores de serviços remunerados;
b) Seminários, simpósios, painéis e outras atividades presenciais ou online cujos ministrantes são convidados ou voluntários não remunerados.
Artigo 3º. São requisitos para atuar como ministrante e tutor dos cursos promovidos pelo CRF-SP:
I - Estar regularmente inscrito nos quadros do CRF-SP;
II - Não estar respondendo a processo ético disciplinar;
III – Não estar cumprindo penalidade proferida em processo ético disciplinar;
IV – Não ter sofrido penalidade ética de advertência, nos últimos três anos; pecuniária, nos últimos quatro anos ou restritiva ao exercício da profissão nos últimos cinco anos;
V – Não possuir débito com o CRF-SP;
VI - Gozar de ilibada reputação profissional;
VII - Comprovar perante o CRF-SP sua titulação, mediante apresentação de currículo com experiência profissional e formação acadêmica ou currículo lattes, e cópia do diploma, que ficarão devidamente arquivados no CRF-SP.
§ 1º. O ministrante ou tutor farmacêutico inscrito em CRF de outro Estado, deverá comprovar que possui inscrição ativa e que não possui débito com o respectivo Conselho.
§ 2º. Para ministrantes não farmacêuticos aplica-se o disposto neste artigo no que couber.
Artigo 4º. Os candidatos a ministrantes de cursos promovidos pelo CRF-SP que atenderem ao disposto no artigo 3º, serão submetidos a avaliação pelo Comitê de Educação Permanente do CRF-SP por meio de uma aula-teste, cabendo à Diretoria aprovar a contratação.
Artigo 5º. São responsabilidades dos ministrantes de cursos:
I - Prestar contas de suas ações;
II - Conhecer as normativas do CRF-SP;
III - Cumprir os termos estabelecidos em contrato ou termo de ciência, se existir;
IV - Elaborar o conteúdo do curso e o material visual, seguindo os padrões estabelecidos pelo CRF-SP, e encaminhá-los com antecedência de 30 (trinta) dias da data do curso ao CRF-SP;
V - Atualizar o conteúdo do curso e o material visual, seguindo os padrões estabelecidos pelo CRF-SP, devendo encaminhar as propostas ao CRF-SP e observar, ainda, as seguintes diretrizes:
a) As atualizações dos materiais dos cursos presenciais deverão ser encaminhadas com antecedência de 15 (quinze) dias da data do curso ao CRF-SP;
b) As atualizações dos materiais dos cursos online somente serão realizadas mediante autorização do CRF-SP;
§ 1º. Quando houver mais de um ministrante para o tema do curso, os materiais deverão ser elaborados e atualizados em conjunto pelo grupo de profissionais previamente definido.
§ 2º. Os materiais elaborados e atualizados pelo ministrante serão de propriedade do CRF-SP;
§ 3º. Em hipótese alguma o ministrante poderá utilizar material diferente do encaminhado e aprovado pelo CRF-SP.
VI – Autorizar o uso de imagem e voz por meio do termo de cessão de direitos elaborado pelo CRF-SP.
Artigo 6º. São responsabilidades específicas dos ministrantes dos cursos presenciais:
I - Acompanhar os participantes dos cursos e estimular uma participação ativa;
II - Realizar dinâmicas durante o curso, sempre que possível;
III - Cumprir horários de início e término;
IV - Preencher relatório de avaliação.
Artigo 7º. É responsabilidade específica dos ministrantes dos cursos online elaborar perguntas e respostas e/ou responder dúvidas referentes ao seu tema, conforme estabelecido em contrato.
Artigo 8º. São responsabilidades dos tutores:
I - Prestar contas de suas ações;
II - Conhecer as normativas do CRF-SP;
III - Cumprir os termos estabelecidos em contrato ou termo de ciência, se existir;
IV – Dar suporte a distância aos participantes de cursos presenciais ou online nos termos dos contratos firmados com o CRF-SP, incluindo organização do fluxo de conhecimento, esclarecimento de dúvidas, acompanhamento das atividades propostas, auxílio na parte pedagógica educacional e no processo de aprendizagem.
V – Autorizar o uso de imagem e voz por meio do termo de cessão de direitos elaborado pelo CRF-SP.
Artigo 9º. É vedado aos ministrantes e tutores:
I - Divulgação de produtos e serviços, exceto quando prévia e expressamente autorizado pelo CRF-SP;
II - Realização de discurso e/ou manifestação político-partidário;
III - Captação de informações dos participantes, como dados e contatos pessoais, sem a devida autorização.
Artigo 10. Os valores a serem pagos, por hora, aos ministrantes dos cursos presenciais, dar-se-ão obedecendo aos critérios de titulação e especialização abaixo descritos:
I - Especialistas - R$ 100,00 (cem reais);
II - Mestres - R$ 120,00 (cento e vinte reais);
III - Doutores - R$ 140,00 (cento e quarenta reais).
Parágrafo único - O pagamento dos cursos presenciais realizados no mês será efetuado de uma única vez, mediante apresentação de recibo de pagamento de autônomo, até o décimo dia do mês subsequente à realização do curso.
Artigo 11. Os valores a serem pagos, por hora editada, aos ministrantes dos cursos online, dar-se-ão obedecendo aos critérios de titulação e especialização abaixo descritos:
I - Especialistas - R$ 200,00 (duzentos reais);
II - Mestres - R$ 240,00 (duzentos e quarenta reais);
III - Doutores - R$ 280,00 (duzentos e oitenta reais).
Parágrafo único - O pagamento dos cursos online será efetuado de uma única vez, mediante apresentação de recibo de pagamento de autônomo, até o décimo dia do mês subsequente à gravação.
Artigo 12. O valor a ser pago, por hora, aos tutores, será de R$ 30,00 (trinta reais) para turmas de até 20 alunos.
§ 1º. A quantidade de horas necessárias para a tutoria será estabelecida de forma contratual entre o CRF-SP e o tutor, de acordo com a complexidade do serviço.
§ 2º. O tutor deverá permanecer disponível aos alunos, pelo período contratado, na plataforma de ensino a distância do CRF-SP.
§ 3º. Se a turma contar com mais de 20 alunos, a remuneração do tutor será acrescida proporcionalmente.
§ 4º. O pagamento do tutor será efetuado mensalmente, mediante apresentação de recibo de pagamento de autônomo, até o décimo dia do mês subsequente à prestação de serviço.
§ 5º. Caberá ao CRF-SP definir as atividades que contarão com apoio de tutoria.
Artigo 13 - O ministrante poderá se deslocar por meio das seguintes hipóteses:
I - Taxi: a utilização de taxi deverá observar as condições estabelecidas pela Portaria nº 10/2018 do CRF-SP ou outra que vier substituí-la;
II - Avião: a utilização de avião deverá observar as condições estabelecidas pela Portaria nº 21/2018 do CRF-SP ou outra que vier substituí-la;
III - Carro próprio: na utilização de veículo próprio haverá o pagamento correspondente à proporção de 08 Km/L (oito quilômetros por litro de combustível) nos termos do artigo 18, inciso I, da Resolução nº 598/2014, do Conselho Federal de Farmácia, ou outra que vier a substituí-la, sendo utilizados como referência o endereço residencial do ministrante e o endereço do local do curso, mediante apresentação de nota/cupom fiscal de abastecimento com CPF. O ministrante se responsabilizará totalmente pela utilização de seu veículo próprio, inclusive quanto a possíveis despesas com gastos extras, tais como lavagens, seguros, multas, eventuais acidentes ou avarias de toda e qualquer natureza etc., exceto estacionamento;
IV - Carro alugado: a utilização de veículo locado pelo CRF-SP dar-se-á mediante prévia solicitação e a comprovação de que o ministrante possui carteira nacional de habilitação (CNH) válida. O ressarcimento do combustível ao ministrante ocorrerá mediante apresentação de nota fiscal, devidamente preenchida sem emendas, borrões ou rasuras, datada, nominal ao executor da despesa, contendo discriminação detalhada do serviço a que se refere, combustível adquirido, valores despendidos (unitário e total), número do CPF/MF do ministrante e do CNPJ/MF do estabelecimento. O ministrante se responsabilizará por quaisquer despesas adicionais decorrentes da locação do veículo, tais como lavagens, multas, eventuais acidentes ou avarias de toda e qualquer natureza etc., exceto estacionamento;
V - Ônibus intermunicipal: ocorrerá ressarcimento da passagem mediante a apresentação do seu original, devidamente identificado, acompanhado do comprovante do seguro, devidamente preenchido.
§ 1º. No caso de utilização de pedágio, ocorrerá ressarcimento mediante a apresentação do comprovante original ou extrato mensal do serviço de cobrança eletrônica de pedágio, nos termos do artigo 18, inciso II, da Resolução nº 598/2014, do Conselho Federal de Farmácia, ou outra que vier a substituí-la.
§ 2º. No caso de utilização de estacionamento, o ressarcimento do ministrante ocorrerá mediante apresentação de cupom fiscal ou documento fiscal equivalente devidamente preenchido, contendo o CPF/MF, sem emendas, borrões ou rasuras, datado, com a discriminação detalhada do serviço a que se refere, valores despendidos, identificação e placa do veículo.
§ 3º. Para a confecção de cálculo da proporção referida no inciso III do art. 13, o CRF-SP observará o Ato COTEPE do Secretário-Executivo do Conselho Nacional de Política Fazendária (CONFAZ), que estipula o Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF), correspondente ao período de utilização. Caso o valor do litro de combustível, indicado na nota/cupom fiscal de abastecimento referido no inciso III do art. 13, seja inferior ao PMPF, o CRF/SP efetuará o ressarcimento pelo valor de face do documento fiscal.
Artigo 14. O ministrante deverá apresentar-se antes do horário de início da atividade, devendo escolher a melhor forma de transporte, desde que respeitado o determinado no artigo 13.
Artigo 15. Caso seja necessária hospedagem, a reserva e o pagamento serão realizados pelo CRF-SP. Entretanto, caso haja desistência do ministrante, esta só será admitida em tempo hábil para o cancelamento da reserva, sob pena do ministrante arcar com o valor cobrado pela não hospedagem.
Parágrafo único - Entende-se como tempo hábil, o período de cancelamento estabelecido pelo hotel para que não haja a cobrança de nenhum valor ao CRF-SP.
Artigo 16. O CRF-SP restituirá despesas com alimentação - refeição e bebidas não alcoólicas - ao ministrante até o limite de R$ 75,00 (setenta e cinco reais) por dia.
§ 1º. Se a refeição ocorrer em restaurante cadastrado, o estabelecimento receberá declaração emitida pelo CRF-SP autorizando a emissão de nota fiscal em nome deste, até o valor máximo diário previsto neste artigo e calculado de acordo com o número de ministrantes.
§ 2º. Caso o ministrante opte por se alimentar em restaurante não cadastrado, o CRF-SP irá ressarci-lo até o limite máximo previsto neste artigo, mediante apresentação de nota/cupom fiscal contendo, sem rasuras, o número do CPF/MF do ministrante e a descrição como refeição (outras terminologias não serão aceitas).
Artigo 17. O CRF-SP não se responsabilizará por gastos extras assumidos pelo ministrante, como valores despendidos com lavanderia, internet, frigobar, sobremesa, bebidas alcoólicas, taxa de serviço, couvert artístico, entre outros.
Artigo 18. Para os ministrantes das atividades relacionadas na alínea “b” do artigo 2º que recebem diária aplicam-se somente as disposições contidas no artigo 5º incisos I, II e VI; artigo 9º; artigo 13 incisos I, II, IV e V, desde que observadas outras normas específicas aprovadas pelo CRF-SP, e artigo 14.
Parágrafo único - Aos ministrantes das atividades relacionadas na alínea “b” do artigo 2º, que não recebem diária, aplica-se também o artigo 13, inciso III e respectivos parágrafos, e artigos 15 e 16.
Artigo 19. Os valores estabelecidos nesta Deliberação poderão ser corrigidos anualmente por ato da Diretoria com base no Índice Geral de Preços do Mercado - IGPM.
Artigo 20. Excluem-se desta deliberação os ministrantes de palestras para comunidade, palestras da Semana de Assistência Farmacêutica (SAF), voluntários da ação Farmacêutico na Comunidade e quaisquer outras atividades de cunho social e/ou para a comunidade, cujas condições para atuação serão regidas por normas específicas.
Artigo 21. O não cumprimento desta Deliberação por funcionários, ministrantes ou tutores que possa acarretar ônus ao CRF-SP ensejará possível responsabilização administrativa e/ou cível.
Artigo 22. Os casos omissos na presente Deliberação serão decididos pela Diretoria do CRF-SP.
Artigo 23. O processo descrito nesta Deliberação será submetido à Auditoria Interna conforme Plano de Auditoria Interna do CRF-SP.
Artigo 24. Esta Deliberação entra em vigor na data de sua publicação, revogando a Deliberação nº 14/2016, bem como as demais disposições em contrário.

São Paulo, 14 de fevereiro de 2019.
Marcos Machado Ferreira
Presidente

 

Deliberação CRF-SP nº 24/2013 - Define regras para a realização de cursos e suas respectivas inscrições

DELIBERAÇÃO nº 24/2013


Define regras para a realização de cursos e suas respectivas inscrições.


Artigo 1º - O CRF/SP oferecerá, mediante inscrição, cursos para aprimoramento profissional, os quais consistirão nas seguintes modalidades:
I – Cursos Essenciais – desenvolvidos com conteúdo de interesse das várias áreas de atuação do farmacêutico.
II – Cursos de Excelência – desenvolvidos com conteúdo específico para uma ou mais área de atuação do farmacêutico, que podem exigir conhecimento prévio.
Artigo 2º - Os cursos oferecidos pelo CRF/SP terão duração de no mínimo quatro horas, observadas as seguintes condições:
I – caso, no prazo de 03 (três) dias úteis que antecedem a data do curso, não haja no mínimo vinte e cinco farmacêuticos inscritos, o curso será cancelado, cabendo a Secretaria dos Colaboradores (SECOL) comunicar aos funcionários da Seccional e do departamento de Eventos, bem como os Diretores Regionais, salvo em caso de cursos com atividades práticas aos quais este critério de cancelamento não se aplica.
II – nos casos de cursos com atividades práticas, se, no prazo de 03 (três) dias úteis que antecedem a data do curso, não haja no mínimo vinte farmacêuticos inscritos, o curso será cancelado, cabendo a Secretaria dos Colaboradores (SECOL) comunicar aos funcionários da Seccional e do departamento de Eventos, bem como os Diretores Regionais.
III - caso o curso não atenda ao critério estabelecido nos incisos I e II deste artigo por 02 (duas) vezes, deverá ser cancelado, não havendo remarcação.
Artigo 3º - Nas hipóteses previstas nos incisos do artigo anterior, caberá:
I – a Secretaria dos Colaboradores – SECOL:
a. comunicar o cancelamento do curso aos funcionários da Seccional e do departamento de Eventos, bem como ao Diretor Regional e na sua ausência ao Vice-diretor Regional;
b. informar ao ministrante do curso sobre o seu cancelamento e verificar a disponibilidade de outra data para novo agendamento;
c. assim que houver agendamento de uma nova data com o ministrante, o Diretor Regional (na sua ausência o Vice-diretor Regional) deverá ser contatado para que verifique a possibilidade da realização do curso na data proposta;
d. após aprovação do Diretor Regional ou Vice-diretor Regional, os funcionários da Seccional e o departamento de Eventos deverão ser comunicados.
II – ao Departamento de Eventos:
a. quando o curso for ofertado na sede (São Paulo), entrar em contato com os inscritos e informar que o curso será adiado e, entrar em contato com os inscritos novamente quando for agendada uma nova data;
b. ser responsável também por realizar a alteração no portal do Conselho, bem como na planilha de cursos disponibilizada no Pub e no Sistema de Eventos.
III – aos Funcionários das Seccionais (Atendimento):
a. entrar em contato com os inscritos e informar que o curso será adiado e, entrar em contato com os inscritos novamente quando for agendada uma nova data.
IV – ao Diretor Regional e Vice-diretor Regional:
a. Indicar ao Comitê de Educação Permanente – CEP, no prazo por ele fixado, os cursos a serem realizados na seccional;
b. Divulgar para os farmacêuticos da região os cursos agendados na sua seccional, bem como aqueles de seccionais próximas;
c. Gerenciar a realização de cursos na sua seccional, evitando o cancelamento por falta de inscritos e/ou auxiliando na substituição de locais para atendimento da demanda de inscritos;
d. Realizar a abertura dos cursos.
Artigo 4º - Os cursos são disponibilizados aos farmacêuticos inscritos no CRF/SP, entretanto, havendo vagas remanescentes, poderão ser inscritos também acadêmicos do curso de farmácia. § 1º Para as inscrições de acadêmicos, deverá ser criada uma lista de espera e, no dia anterior à realização do curso, às 16h00, os funcionários da Seccional ou do departamento de Eventos (curso na sede em São Paulo) deverão entrar em contato com os acadêmicos da lista de espera e inscrevê-los nas vagas remanescentes até que se atinja a quantidade máxima das vagas disponibilizadas.
§ 2º Em nenhuma hipótese é permitido que o acadêmico tenha preferência ao farmacêutico inscrito no CRF/SP para vaga do curso tratado na presente deliberação.
§ 3º Antes da participação no curso, o acadêmico graduando em farmácia deverá comprovar sua condição por meio de carteira pessoal da Instituição de Ensino Superior (IES) com foto, boleto da IES quitado acompanhado de documento oficial com foto ou outro documento que lhe faça as vezes e seja possível a comprovação da sua graduação em farmácia.
Artigo 5º - Caso se constate, até 15 (quinze) dias antes da realização do curso, que as inscrições efetivadas superam a capacidade do local programado para realização do curso, o departamento de Eventos (quando o curso estiver programado para ser realizado na sede do CRF/SP (São Paulo) e o Diretor Regional (cursos realizados nas seccionais) deverão procurar local adequado, que comporte a demanda do curso, para transferência do curso, sendo vedada a recusa de novas inscrições sob a decorrência de ausência de vagas.
§ 1º O caput do artigo não se aplica aos cursos com atividades práticas.
§ 2º A transferência do local do curso deverá ser informada a todos os inscritos por meio do departamento de Eventos (caso o curso ocorra na sede CRF/SP em São Paulo) e pelos funcionários do atendimento (caso o curso seja realizado nas seccionais).
§ 3º Na hipótese das inscrições superarem as vagas para o curso em período inferior ao previsto no caput, o curso será mantido conforme programação inicial, e os excedentes serão elencados em uma lista apartada denominada de “lista de interesse”.
Artigo 7º - Esta Deliberação entra em vigor na data de sua publicação, revogando a Deliberação nº 35/2011, bem como as demais disposições em contrário.
Artigo 8º - Dúvidas ou omissões serão decididas pela Diretoria, ficando os funcionários sujeito às penalidades administrativas e cíveis cabíveis.
São Paulo, 28 de maio de 2013.

Procedimento para seleção de candidatos a ministrantes de cursos do CRF-SP

Critérios para seleção de ministrantes de cursos do CRF-SP

Critérios para avaliação contínua de ministrantes de cursos do CRF-SP

CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO CONTÍNUA DOS MINISTRANTES DE CURSOS DO CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DE SÃO PAULO (CRF-SP)

 

Os ministrantes dos cursos promovidos pelo CRF-SP serão continuamente avaliados mediante um formulário padrão a ser preenchido pelos participantes.

Os participantes assinalarão seu nível de concordância com cada afirmação relacionada aos seguintes quesitos de avaliação:

  • Conduta
  • Abordagem
  • Conhecimento teórico
  • Experiência prática

As sugestões/comentários realizados pelos participantes dos cursos, representantes do CRF-SP e funcionários do CRF-SP que acompanharem os cursos também serão analisados.

Caso o ministrante seja avaliado de forma negativa, ele receberá um convite para participar de uma reunião com o Comitê de Educação Permanente, a fim de aprimorar os quesitos considerados a serem melhorados (apresentar o plano de melhoria).

 

Os cursos essenciais foram criados para promover a atualização do farmacêutico de forma a atender as novas demandas do mercado de trabalho e da sociedade, bem como propiciar informação sobre as legislações profissionais e sanitárias vigentes. Nesse contexto, a grade de temas é definida de acordo com:

  • formulários de avaliação preenchidos durante os cursos;
  • pesquisa sobre os temas disponíveis no portal do CRF-SP (clique aqui e participe);
  • sugestões recebidas pelo CRF-SP, por meio do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Devido a Declaração de pandemia pela Organização Mundial da Saúde em 11/03/2020, em decorrência da Infecção Humana pelo novo coronavírus (COVID-19), os cursos presenciais estão temporariamente suspensos.

Confira a grade de temas disponíveis na Academia Virtual de Farmácia.

Acompanhamento farmacoterapêutico

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Compreender e analisar diferentes protocolos de acompanhamento farmacoterapêutico;
  • Discutir casos clínicos envolvendo o acompanhamento farmacoterapêutico baseado em evidências científicas;
  • Elaborar um programa de acompanhamento farmacoterapêutico de acordo com as boas práticas profissionais garantindo a segurança do paciente;
  • Realizar o acompanhamento farmacoterapêutico das doenças mais frequentes seguindo o código de ética profissional;
  • Interagir com pacientes e equipe interprofissional de saúde de maneira empática e respeitosa garantindo uma comunicação adequada aos diferentes níveis socioculturais.

  Conteúdo programático

  • O processo de cuidado farmacêutico;
  • As etapas para a formação do raciocínio clínico;
  • Diálogo Farmacêutico-Paciente;
  • Métodos clínicos e sua aplicação a prática farmacêutica;
    • Pharmacoterapy Workup (Método Minessota);
    • Dáder

Ministrante

Rafael Cairê de Oliveira dos Santos

Assistência farmacêutica no SUS

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Apontar os conhecimentos teóricos, técnicos e operacionais necessários para os farmacêuticos atuarem na Assistência Farmacêutica no âmbito do SUS, além da discussão sobre ações a serem desenvolvidas.

  Conteúdo programático

  • Conceitos gerais sobre o SUS: origem, organização, financiamento;
  • Ações e serviços de saúde;
  • Políticas públicas relacionadas à Assistência Farmacêutica;
  • Organização da Assistência Farmacêutica;
  • Atribuições dos Farmacêuticos no âmbito do SUS: atividades gerenciais e clínicas.
  • Assistência farmacêutica no SUS

Ministrante

Mauren Luciana Estevam

Avaliação de exames laboratoriais para acompanhamento farmacoterapêutico

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivo

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Discutir sobre os principais exames laboratoriais utilizados para o monitoramento terapêutico, a fim de subsidiar as atividades clínicas do farmacêutico.

  Conteúdo programático

  • Avaliação de resultados de exames laboratoriais para o acompanhamento farmacoterapêutico de pacientes com:
    • Diabetes mellitus;
    • Dislipidemias;
    • Distúrbios da coagulação e nas principais anemias;
    • Disfunções hepática e renal;
    • Disfunções da tireoide.

Ministrante

Sandro Jorge Januário

Avaliação de tecnologias em saúde

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivo

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Compreender a relevância da institucionalização do uso sistemático, racional e transparente da evidência científica na incorporação, desincorporação e modificação de tecnologias em saúde, bem como instrumentalizá-los para a prática de gestão em ATS em esferas públicas e privadas.

  Conteúdo programático

  • Introdução e conceitos em Avaliação de Tecnologias em saúde (ATS);
  • Política Nacional de Gestão de Tecnologias em Saúde (PNGTS) e a incorporação de tecnologias no SUS;
  • Ferramentas de avaliação dos estudos em ATS (ensaios clínicos randomizados e estudos de acurácia diagnóstica);
  • Análise de evidências- Revisões sistemáticas;
  • Ferramentas para avaliação do rigor metodológico dos estudos e da qualidade geral da evidência: revisões sistemáticas;
  • Introdução ao Parecer Técnico-científico;
  • Introdução à Avaliação Econômica;
  • A ATS na prática da gestão do SUS.

Ministrante

Fernanda C. C. Evangelista

Boas práticas em farmácia homeopática

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Abordar os conhecimentos necessários a aplicação das boas práticas de manipulação na farmácia homeopática.

  Conteúdo programático

  • Introdução;
  • Definições e peculiaridades;
  • Garantia da qualidade em homeopatia - Programas de qualidade I e II;
  • Monitoramento do processo magistral homeopático I e II;
  • Controle em processo I e II;
  • Controle de qualidade e homeopatia I, II, III e IV;
  • Alcoometria I e II;
  • Qualificação de fornecedores;
  • Treinamento de equipe;
  • Avaliação crítica de certificados.

Ministrante

Marcia de Cássia Silva Borges

Boas práticas farmacêuticas na manipulação de medicamentos veterinários

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Compreender os cuidados e algumas técnicas necessárias para manipulação das prescrições magistrais destinadas aos pacientes animais pet com qualidade;
  • Atender da melhor maneira possível as expectativas dos proprietários dos mesmos e dos prescritores veterinários.

  Conteúdo programático

  • Considerações preliminares e aspectos fisiológicos dos pacientes;
  • Estudos de pré-formulação;
  • Planejamento da formulação veterinária;
  • Incompatibilidades na formulação veterinária;
  • Estratégias na formulação;
  • Formas farmacêuticas veterinárias;
  • Estabilidade em formulações veterinárias;
  • Cuidados em formulações veterinárias e fórmulas.

Ministrante

Anderson Freire Carniel

Boas práticas na dispensação de medicamentos com ênfase em POP

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Apresentar, aos farmacêuticos que atuam em farmácias sem manipulação, subsídios para auxiliar na elaboração do manual de boas práticas e dos procedimentos operacionais padrão (POP).

  Conteúdo programático

  • Boas práticas em dispensação;
  • Importância dos POP;
  • Expectativas do cliente em relação a drogaria;
  • Controle de qualidade para serviços;
  • Processo de melhoria contínua;
  • Como elaborar o Manual e os POP;
  • POPs obrigatórios em drogarias.

Ministrante

Tatiana Ferrara Barros

Boas práticas na farmácia magistral com ênfase em POP

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Demonstrar os conceitos de Gestão da Qualidade, Políticas de Qualidade Empresariais, Garantia da Qualidade e suas ferramentas de controle, Boas Práticas de Manipulação e documentação relativa ao sistema proposto.

  Conteúdo programático

  • Legislação da Garantia da Qualidade na Farmácia Magistral;
  • Evolução dos marcos regulatórios da qualidade no ambiente magistral até a RDC nº 67/2007;
  • Conceitos fundamentais;
  • Ferramentas da Garantia da Qualidade;
  • Boas Práticas de Manipulação: conceitos e implementação;
  • Infraestrutura, Procedimentos e Recursos;
  • Estrutura da documentação básica;
  • Controle de Qualidade.

Ministrante

Daniel Antunes Junior

Casos práticos em infrações sanitárias

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Propiciar ao farmacêutico o conhecimento dos trâmites administrativos segundo a Lei Estadual 10.083/98, que dispõe sobre o Código Sanitário do Estado de São Paulo, abordando principalmente o auto de infração e o auto de imposição de penalidade.

  Conteúdo programático

  • Conceitos e definições;
  • Constituição Federal de 1988;
  • Princípios gerais;
  • Lei Estadual nº 10.083 de 1998;
  • Procedimentos administrativos;
  • Infrações sanitárias;
  • Auto de infração;
  • Auto de imposição de penalidade;
  • Discussão de Casos.

Ministrante

Israel Murakami

Como montar uma farmácia: passo a passo

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Abordar os passos para a abertura de farmácias com e sem manipulação. Desenvolver estratégias para tornar o estabelecimento de saúde rentável e adequado as normas e regulamentações.

  Conteúdo programático

  • Perfil do varejo farmacêutico;
  • Estratégia e planejamento empresarial;
  • Assuntos regulatórios;
  • Investimentos;
  • Definição da marca;
  • Layout da farmácia;
  • Contratação e treinamento de pessoal;
  • Negociação com fornecedores.

Ministrante

Tatiana Ferrara Barros

Controle de qualidade físico-químico nos estabelecimentos farmacêuticos

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Ementa

O curso abordará conceitos gerais de controle de qualidade aplicados nos estabelecimentos farmacêuticos (farmácias, indústrias farmacêuticas e cosméticas), com ênfase nas principais técnicas empregadas para a avaliação da qualidade de insumos farmacêuticos, medicamentos, cosméticos e sistemas de embalagem.

Objetivos

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Identificar e conhecer os aspectos relacionados ao controle de qualidade em estabelecimentos farmacêuticos (farmácias, indústrias farmacêuticas e cosméticas);
  • Utilizar normas farmacopeicas e legislação relacionada aos processos de controle de qualidade de medicamentos e cosméticos por métodos físico-químicos;
  • Interessar-se pela atuação do profissional farmacêutico no controle de qualidade em estabelecimentos farmacêuticos (farmácias, indústrias farmacêuticas e cosméticas).

  Conteúdo programático

  • Conceitos Gerais em Controle de Qualidade;
  • Boas Práticas de Laboratório (BPL);
  • Análise Farmacopéica & Especificações de Qualidade;
  • Principais métodos analíticos físico-químicos para matérias-primas (insumos farmacêuticos);
  • Principais métodos analíticos físico-químicos para medicamentos e cosméticos;
  • Principais métodos analíticos físico-químicos para sistemas de embalagem (materiais de acondicionamento e embalagem secundária).

Ministrante

Marcelo Guimarães

Controle de qualidade microbiológico nos estabelecimentos farmacêuticos

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Identificar e conhecer os aspectos relacionados ao controle de qualidade microbiológico em estabelecimentos farmacêuticos (farmácias, indústrias farmacêuticas e cosméticas).
  • Utilizar normas farmacopeicas e legislação relacionada aos processos de controle de qualidade de medicamentos e cosméticos por métodos microbiológicos ou biológicos.
  • Interessar-se pela atuação do profissional farmacêutico no controle de qualidade microbiológico em estabelecimentos farmacêuticos (farmácias, indústrias farmacêuticas e cosméticas).

  Conteúdo programático

  • Introdução ao Controle de Qualidade Microbiológico;
  • Fontes de Contaminação – Parte 1;
  • Fontes de Contaminação – Parte 2;
  • Boas Práticas de Laboratório (BPL);
  • Monitoramento Ambiental – Parte 1;
  • Monitoramento Ambiental – Parte 2;
  • Métodos de Análise de Produtos Não Estéreis;
  • Teste de Esterilidade de Medicamentos;
  • Pirogênio e Endotoxina Bacteriana;
  • Eficácia de Conservantes.

Ministrante

Marcelo Guimarães

Cuidado farmacêutico em pacientes com asma e DPOC

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Abordar sobre o manejo da asma e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) com foco na atenção farmacêutica, farmacologia clínica e raciocínio clínico avançado, alinhado com guidelines de sociedades de pneumologia de âmbito internacional.

  Conteúdo programático

  • Revisão da anatomia, fisiologia e patologias das vias aéreas;
  • Epidemiologia e propedêutica da asma e DPOC;
  • Propedêutica das patologias das vias aéreas superiores (VAS) correlacionáveis à asma e DPOC;
  • Diferenças entre asma, DPOC e patologias das vias aéreas inferiores;
  • Evidências científicas no manejo e farmacologia da asma e DPOC;
  • Farmacologia e raciocínio clínicos avançados em asma e DPOC;
  • Farmacologia: anti-histamínicos, estabilizadores mastocitários e vasoconstritores no manejo dos acometimentos das VAS, anticolinérgicos, corticoides, simpatomiméticos e xantinas;
  • Farmacoterapia inalatória e cuidados farmacêuticos específicos.

Ministrante

Daniel de Carvalho Bazoli

Cuidado farmacêutico em pacientes com diabetes

Curso presencial e também disponível na Academia Virtual de Farmácia

Ementa

O curso prepara o farmacêutico para o atendimento especializado de pessoas com diabetes e realização dos métodos de avaliação do controle glicêmico, com ênfase na monitoração glicêmica capilar, resultando em um serviço farmacêutico de qualidade, com foco na prevenção de complicações e na melhoria da qualidade de vida.

Objetivos

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Compreender a fisiopatologia, o tratamento e a monitoração da doença diabética;
  • Orientar o paciente com diabetes sobre as diferentes estratégias terapêuticas medicamentosas e não medicamentosas;
  • Discutir casos clínicos envolvendo o paciente com diabetes baseado em evidências científicas;
  • Realizar testes de controle glicêmico, interpretar os resultados e orientar o paciente;
  • Prestar serviços farmacêuticos ao paciente com diabetes, prevenindo complicações e melhorando a qualidade de vida;
  • Interagir com pacientes e equipe interprofissional de saúde de maneira empática e respeitosa garantindo uma comunicação adequada aos diferentes níveis socioculturais.

  Conteúdo programático

  • Fisiologia dos hormônios pancreáticos;
  • Fisiopatologia e epidemiologia do diabetes;
  • Classificação e caracterização dos tipos de diabetes;
  • Métodos e critérios para o diagnóstico;
  • Tratamentos medicamentosos e não-medicamentosos;
  • Métodos para avaliação do controle glicêmico, com ênfase na monitoração glicêmica;
  • Resultados críticos e ações do farmacêutico, garantindo a segurança do paciente;
  • Prevenção de complicações e melhoria da qualidade de vida;
  • Farmácia clínica e cuidado farmacêutico com foco no atendimento às pessoas com diabetes;
  • Discussão de caso(s) clínico(s).

Ministrante

José Vanilton de Almeida

Cuidado farmacêutico em pacientes com dislipidemias

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Ementa

Estudo das dislipidemias, busca da compreensão dos mecanismos fisiopatológicos, compreensão dos tratamentos não farmacológicos e farmacológicos, reflexão sobre eventos adversos aos medicamentos, orientação sobre o acompanhamento farmacoterapêutico nas dislipidemias.

Objetivos

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Entender as características fisiopatológicas das dislipidemias;
  • Atuar clinicamente junto ao paciente no monitoramento, controle e tratamento das dislipidemias;
  • Orientar e acompanhar o paciente motivando-o a alterar seu estilo de vida, por meio de tratamento não farmacológico e farmacológico;
  • Propor um modelo de atendimento farmacoterapêutico em seu ambiente de trabalho;
  • Discutir casos clínicos envolvendo o acompanhamento farmacoterapêutico baseado em evidências científicas.

  Conteúdo programático

  • Definição e classificação das dislipidemias;
  • Etiologia e aterogênese;
  • Diagnóstico laboratorial;
  • Tratamento não medicamentoso;
  • Tratamento farmacológico;
  • Evento adverso ao medicamento – Inefetividade terapêutica;
  • Evento adverso ao medicamento – Reação adversa;
  • Evento adverso ao medicamento – Interações medicamentosas;
  • Acompanhamento Farmacoterapêutico;
  • Fase de estudo do acompanhamento;
  • Intervenção farmacêutica;
  • Estudo de caso.

Ministrante

Eder de Carvalho Pincinato

Cuidado farmacêutico em pacientes com febre

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Capacitar o farmacêutico para realizar o manejo do tratamento de pacientes com febre e implementar o serviço de aferição de temperatura corporal, conforme preconiza a RDC 44/09.

  Conteúdo programático

  • Mecanismos fisiológicos e controle da temperatura;
  • Etiologia da febre;
  • Semiologia da febre;
  • Tipos de termômetro;
  • Legislação;
  • Aferição de temperatura;
  • Tratamento da febre.

Ministrante

Daniel de Carvalho Bazoli

Cuidado farmacêutico em pacientes com hipertensão arterial sistêmica

Curso presencial e também disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Capacitar o farmacêutico para implementação do serviço de aferição de pressão arterial e manejo do tratamento de pacientes com hipertensão, conforme preconiza a RDC 44/09.

  Conteúdo programático

  • Sintomas e fisiopatologia;
  • Como identificar e avaliar;
  • Avaliação de pacientes especiais;
  • Tratamento medicamentoso;
  • Interações medicamentosas;
  • Atenção farmacêutica ao paciente hipertenso;
  • Métodos de verificação da pressão arterial.

Ministrante

Amouni Mohmoud Mourad

Cuidado farmacêutico em pacientes com obesidade

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Ementa

Estudo da obesidade, busca da compreensão dos mecanismos fisiopatológicos, compreensão dos tratamentos não farmacológicos e farmacológicos, reflexão sobre eventos adversos aos medicamentos, orientação sobre o acompanhamento farmacoterapêutico na obesidade.

Objetivos

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Entender as características fisiopatológicas da obesidade;
  • Atuar clinicamente junto ao paciente no monitoramento, controle e tratamento da obesidade;
  • Orientar e acompanhar o paciente motivando-o a alterar seu estilo de vida, por meio de tratamento não farmacológico e farmacológico;
  • Propor um modelo de atendimento farmacoterapêutico em seu ambiente de trabalho;
  • Discutir casos clínicos envolvendo o acompanhamento farmacoterapêutico baseado em evidências científicas.

  Conteúdo programático

  • Definição e classificação da obesidade;
  • Etiologia e fisiopatologia;
  • Tratamento não medicamentoso;
  • Dietoterapia;
  • Tratamento farmacológico;
  • Evento adverso ao medicamento – Inefetividade terapêutica;
  • Evento adverso ao medicamento – Reação adversa;
  • Evento adverso ao medicamento – Interações medicamentosas;
  • Acompanhamento Farmacoterapêutico;
  • Fase de estudo do acompanhamento;
  • Intervenção farmacêutica;
  • Estudo de caso.

Ministrante

Eder de Carvalho Pincinato

Cuidado farmacêutico em pediatria no ambiente hospitalar

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Compreender o cuidado farmacêutico na pediatria em ambiente hospitalar, aumentando o grau de conhecimento quanto à análise das prescrições e segurança do uso de medicamentos na população pediátrica.

  Conteúdo programático

  • Caracterização da população pediátrica:
    • Terminologia específica por faixa etária;
    • Aspectos farmacocinéticos, do desenvolvimento infantil;
    • Doenças mais frequentes na população pediátrica;
  • Contextualização das peculiaridades da farmacoterapia pediátrica;
  • Problemática envolvendo formulações adequadas para o uso pediátrico;
  • Incidência de eventos adversos a medicamentos em pediatria;
  • Recomendações para a segurança do paciente pediátrico;
  • Seguimento farmacoterapêutico: Metodologia, análise de prescrições pediátricas e intervenções farmacêuticas;
  • Metodologia de orientação farmacêutica a pais e cuidadores de pacientes pediátricos.

Ministrante

Paula Ferreira Castro

Cuidado farmacêutico na dispensação de óleos essenciais

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivo

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Compreender sobre os óleos essenciais, e também a importância desses produtos nas diversas áreas de atuação do âmbito profissional.
  • Compreender sobre a dispensação de óleos essenciais.
  • Compreender sobre os óleos essenciais seguros para a dispensação farmacêutica.

  Conteúdo programático

  • Introdução à osmologia;
  • O posicionamento dos óleos essenciais no Brasil;
  • História do osmologia – Partes 1 e 2;
  • O que são:
    • Óleos essenciais;
    • Essências;
    • Óleos vegetais;
  • Sistema olfatório e límbico e as moléculas aromáticas;
  • Composição dos óleos essenciais;
  • Classificação dos óleos essenciais;
  • A toxicidade dos óleos essenciais;
  • Óleos essenciais seguros para prática farmacêutica- Partes 1 e 2.

Ministrante

Valéria Maria de Souza Antunes

Cuidado farmacêutico na dispensação de psicofármacos

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivo

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Compreender a farmacologia dos medicamentos de ação no Sistema Nervoso Central juntamente com as principais interações medicamentosas que podem ocorrer durante o uso deste grupo de medicamentos.

  Conteúdo programático

  • Introdução aos transtornos mentais;
  • Reforma da saúde mental no Brasil – Passado x Atualidade;
  • Farmacocinética e farmacodinâmica;
  • Introdução à farmacologia e sistema nervoso central;
  • Depressão;
  • Ansiedade;
  • Parkinson;
  • Antipsicóticos;
  • Anticonvulsivante;
  • Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade;
  • Casos clínicos.

Ministrante

Bruna Kogici Mohammed Hateem

Cuidado farmacêutico na imunização e administração de vacinas

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Devido a Declaração de pandemia pela Organização Mundial da Saúde em 11/03/2020, em decorrência da Infecção Humana pelo novo coronavírus (COVID-19), o CRF-SP está lançando o curso “Cuidado farmacêutico na imunização e administração de vacinas” de forma emergencial sendo que:

  • 1. Conforme Res CFF nº 654/18 e Portaria CFF nº 49/18, para emissão de certificados, o curso deve cumprir uma carga horária total mínima de 40 (quarenta) horas, sendo, no mínimo, 20 (vinte) horas exclusivamente presenciai;
  • 2. Porém, seguindo a recomendação para evitar aglomeração de pessoas, visando preservar a saúde de todos, o CRF-SP não realizará a parte relativa à modalidade presencial, impossibilitando a emissão de certificados conforme explicado no item 1;
  • 3. Dessa forma, visando a capacitação teórica do farmacêutico, o CRF-SP está disponibilizando a parte relativa à modalidade à distância.

 

  Conteúdo programático

  • Imunização e os benefícios da vacinação para a saúde pública; Estratégia de vacinação (Programa Nacional de Imunização - PNI) e dados epidemiológicos das doenças evitáveis por vacinação no Brasil; Diferenças entre imunização ativa e passiva;
  • Características das doenças evitáveis por vacinação, natureza e frequência das complicações; Resposta imunológica desencadeada após administração de vacinas confere proteção contra doenças;
  • Interpretação dos calendários vacinais;
  • Caracterização dos tipos de vacinas, esquemas de vacinação, vias de administração e sua adequação ao público-alvo; Identificação dos diferentes constituintes de uma vacina, como adjuvantes, conservantes e estabilizantes; Composição; Indicação, Contraindicações; Precauções; Esquema, Dose e Volume;
  • Assistência farmacêutica voltada para a população acerca das medidas preventivas e dos aspectos da vacinação das doenças evitáveis por vacinação;
  • Requisitos técnicos e legais relacionadas à vacinação; Interpretação das legislações e medidas relacionadas à segurança ocupacional; Lei Federal nº 13021/2014; RDC Anvisa nº 197/2017; RDC Anvisa nº 44/2009; Resolução CFF nº 654/2018;
  • Elaboração do plano de gerenciamento de resíduos em serviços de saúde;
  • Rede de frio e sua manutenção; Conservação, Transporte e Dispensação das Vacinas: Cadeia de Frio; Instrumentos para Monitoramento e Controle da Temperatura; Equipamentos de Refrigeração e Insumos aplicáveis à Cadeia de Frio.
  • Papel do farmacêutico e as etapas do serviço de vacinação;
  • Técnicas de preparo, administração de vacinas pelas diferentes vias e atividades pós-vacinação; Identificação dos locais anatômicos adequados para a vacinação de acordo com as características da população;
  • Protocolos de segurança do paciente durante a administração de vacinas; Sistema de notificações e identificar incidentes, eventos adversos pós-vacinação e queixas técnicas notificáveis; farmacovigilância;
  • Condutas a serem adotadas frente aos possíveis eventos adversos pós-vacinação e outros problemas a ela relacionados; Sinais e sintomas diferenciais de reação anafilática, síncope vaso vagal e ansiedade; Condutas para o manejo adequado de anafilaxia relacionada à vacinação;
  • Necessidades de saúde que demandem encaminhamento do paciente a outro profissional ou serviço de saúde;
  • Forma correta de documentação do processo de cuidado ao paciente;
  • Planejamento de campanhas de vacinação.

Ministrantes

Amouni Mohmoud Mourad

Daniel de Carvalho Bazoli

Beatriz Pinto Coelho Lott

Flora Antonia Genaro

José Vanilton de Almeida

Cuidado farmacêutico na oncologia

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

O curso apresenta os serviços farmacêuticos prestados em oncologia, discutindo as bases moleculares do câncer, os principais tratamentos antineoplásicos e a relevância da atuação do farmacêutico na garantia da qualidade do tratamento e na melhoria da qualidade de vida dos pacientes e de sua família.

Objetivos

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Compreender as bases moleculares das doenças neoplásicas e os tratamentos disponíveis;
  • Analisar esquemas terapêuticos antineoplásicos;
  • Discutir casos clínicos envolvendo doenças neoplásicas e tratamentos disponibilizados;
  • Compreender a importância do acompanhamento farmacoterapêutico no paciente oncológico baseado nas boas práticas profissionais;
  • Entender a importância da interação com o paciente e equipe interprofissional de saúde de maneira a promover a segurança do paciente, a qualidade do tratamento e a melhoria da qualidade de vida.

  Conteúdo programático

  • Bases moleculares do câncer;
  • Epidemiologia do câncer no Brasil e no mundo;
  • Princípios da terapia antineoplásica;
  • Novas abordagens terapêuticas na oncologia: imunoterapia;
  • Protocolos de tratamento;
  • Eventos adversos;
  • Atuação do farmacêutico no tratamento com agentes antineoplásicos, anticorpos monoclonais, inibidores da tirosina quinase, hormonioterapia;

Ministrante

Jefferson da Silva Martins

Cuidado Farmacêutico na Saúde do Idoso

Curso presencial e também disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Abordar sobre o cuidado farmacêutico no idoso, a fim de que o farmacêutico possa identificar e intervir nos problemas relacionados ao medicamento.

  Conteúdo programático

  • Epidemiologia do envelhecimento;
  • Alterações fisiológicas no idoso;
  • Síndromes geriátricas;
  • Farmacoterapia no idoso, principais aspectos;
  • Problemas relacionados ao medicamento no idoso.

Ministrante

Graziela Lupi

Eventos adversos e farmacovigilância

Curso presencial e também disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Identificar e classificar os eventos adversos a medicamentos, bem como as ações para notificação de casos.

  Conteúdo programático

  • Farmacovigilância;
  • Caracterização das reações adversas medicamentosas;
  • Notificação;
  • Discussão de casos clínicos.

Ministrante

Amouni Mohmoud Mourad

Excelência no atendimento em farmácias

Curso presencial e também disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivo

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Compreender conhecimentos, comportamentos e atitudes que devem ser aplicados pelos farmacêuticos em farmácias para atender as necessidades, desejos e expectativas dos clientes. Com a finalidade de melhorar a adesão ao tratamento e auxiliar na fidelização, retenção e conquista de novos clientes.
  • Proporcionar uma “experiência” encantadora e um atendimento nota 10!

  Conteúdo programático

  • Conhecendo e entendendo o conceito de atendimento ao cliente;
  • Conhecendo os produtos da farmácia;
  • Ações que promovem perdas de clientes;
  • Conhecendo o perfil do novo cliente de farmácias;
  • Perfis de clientes;
  • Atividades do farmacêutico no atendimento ao cliente;
  • Praticando um atendimento nota 10!;
  • Falhas no atendimento;
  • Qualidade no atendimento: fácil de falar difícil de praticar;
  • Como encantar um cliente de farmácia;
  • Comunicação assertiva e eficaz no atendimento;
  • Competências de um profissional no atendimento;
  • Postura, Atitudes e Gestos no atendimento;
  • Atendimento por canais digitais;
  • Orientações básicas no atendimento a pessoas com deficiência.

Ministrante

Dr. Juan Carlos Becerra Ligos

Gestão de estoque em farmácias

Curso presencial e também disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivo

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Compreender os conhecimentos necessários para o farmacêutico atuar na gestão de estoque em farmácias e drogarias objetivando o fornecimento de produtos de qualidade, seguros e eficazes para os clientes e minimizar as rupturas.

  Conteúdo programático

  • Entendendo o estoque em farmácias;
  • Importância da gestão de estoque em farmácias;
  • Principais erros cometidos em farmácias;
  • Armazenamento dos produtos em farmácias;
  • Organização dos produtos em farmácias;
  • Condições necessárias para gerir o estoque;
  • Como evitar a falta (ruptura) de produtos;
  • Cálculos aplicados ao controle de estoque;
  • Entendendo a Curva ABC;
  • Inventário de produtos em farmácias;
  • Indicadores de gestão;
  • Dicas para uma gestão mais assertiva.

Ministrante

Claudia Teresa Caresatto

Gestão e liderança farmacêutica nos serviços de saúde públicos e privados

Curso presencial e também disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Aplicar diferentes modelos de gestão de pessoas e serviços;
  • Discutir situações profissionais envolvendo gestão de pessoas, diversidades no ambiente profissional e modelos de liderança;
  • Integrar estilos de liderança, criatividade e inovação;
  • Propor novos modelos de gestão de pessoas, visando produtividade e eficiência organizacional;
  • Contextualizar a ética nos diferentes modelos de gestão e liderança;
  • Compreender métodos e técnicas de gestão para a melhor compreensão do comportamento humano no mundo do trabalho;
  • Adaptar a legislação trabalhista vigente ao processo de gestão garantindo tomada de decisões mais assertivas.

  Conteúdo programático

  • Modelos de Gestão;
  • Modelos de liderança;
  • Transformando o líder em um gestor de pessoas;
  • Papel do Gestor;
  • Gestão estratégica;
  • Liderando pessoas estrategicamente no mercado farmacêutico;
  • Trabalho em equipe;
  • Como desenvolver uma equipe;
  • Gestão de competências;
  • Democratização das relações sociais;
  • Ética e gerenciamento do ambiente de trabalho.

Ministrante

Cássio Higo Fedossi Furst

Gestão em farmácia hospitalar

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Abordar os conhecimentos necessários para o farmacêutico atuar na gestão de uma farmácia hospitalar, contemplando seus desafios e integração com outros serviços.

  Conteúdo programático

  • Introdução à Farmácia Hospitalar;
  • Estratégias e Ferramentas de Gestão;
  • Gestão de Pessoas;
  • Seleção e Padronização;
  • Programação, Aquisição e Armazenamento de medicamentos e produtos hospitalares;
  • Sistemas de Distribuição;
  • Farmacotécnica Hospitalar;
  • Atividades Clínica, Ensino e Pesquisa;
  • Qualidade e Segurança do Paciente;
  • Descarte de Resíduos.

Ministrante

Fernanda Carolina Cruz Evangelista

Indicadores e sistema de qualidade na logística farmacêutica

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivo

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Evidenciar os conceitos do Sistema da Qualidade como uma ferramenta administrativa para a gestão da empresa, demonstrando a importância do uso de indicadores de desempenho operacionais e análise de risco para a implementação de um sistema eficaz, com processos eficientes para obter resultados de impacto positivo e relevante.

  Conteúdo programático

  • Eficácia, eficiência e efetividade;
  • Sistema de Gestão da Qualidade e Logística;
  • Indicadores na gestão;
  • Gerenciamento;
  • Análise de risco e Indicadores em programas ou sistemas da qualidade.

Ministrante

Vitor de Oliveira

Infecções sexualmente transmissíveis

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivo

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Compreender quadro clínico das IST, reconhecendo sinais e sintomas característicos;
  • Diferenciar os estágios clínicos das IST para melhor compreensão da situação;
  • Entender como se dar o Diagnóstico laboratorial das IST;
  • Realizar a anamnese farmacêutica e coletar dados para dar encaminhamentos de pacientes suspeitos de IST com pertinência;
  • Realizar o acompanhamento farmacoterapêutico de pacientes fazendo uso de medicamentos para as IST;
  • Analisar e alertar possíveis complicações advindas das IST;
  • Garantir as orientações adequadas para a prevenção das IST;
  • Discutir, de forma pertinente e conveniente, casos específicos de pacientes que envolvam aspectos: Clínicos, laboratoriais, terapêuticos e Epidemiológicos das IST para as resoluções cabíveis;
  • Interagir com pacientes com IST e equipe multidisciplinar de saúde de maneira empática e respeitosa garantindo uma comunicação adequada aos diferentes níveis socioculturais.

  Conteúdo programático

  • Etiologia das IST;
  • Transmissibilidade e profilaxia das IST;
  • Reconhecimento dos sinais e sintomas das IST;
  • Distinguir estágios clínicos das IST;
  • Tipos de Diagnóstico laboratorial para detectar as IST (Testes rápidos ou Imunocromatográficos ou outras Sorologias complexas e Testes moleculares);
  • Complicações das IST em Crianças e Adultos (teratogênese, neurosífilis, câncer de colo uterino, cirrose hepática, leucemia de Células T);
  • Aspectos epidemiológicos das IST (comportamento sexual de risco, grupos vulneráveis, prevalência, incidência e Indicadores de algumas IST);
  • Aspectos de transmissão de algumas IST em gestantes para feto e neonatos (sífilis congênita, oftalmia gonocócica neonatal);
  • Farmacoterapia das IST (Ex.: SIDA, sífilis, gonorreia, hepatite B);
  • Protocolos Clínicos e Diretrizes terapêuticas (PCDT) do Ministério da Saúde nas IST;
  • Políticas públicas de saúde e IST (Programa nacional de Imunizações, Distribuição de medicamentos;
  • Postura ética do Farmacêutico diante pacientes com suspeitas ou diagnóstico de IST;
  • Atenção farmacêutica a pacientes suspeitos ou em tratamento das IST;
  • Discussão de casos clínicos.

Ministrante

Sandro Jorge Januário

Interações de medicamentos com álcool e alimentos

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Compreender as principais alterações farmacocinéticas e farmacodinâmicas promovidas pelo álcool, e a gênese das interações do mesmo com os medicamentos;
  • Compreender sobre a prática clínica para orientação farmacêutica quanto a posologia e administração de medicamentos com alimentos e as interações mais comuns (com base nos mecanismos farmacocinéticos e farmacodinâmicos), que podem ser prevenidas, com melhoria na qualidade de vida do paciente, que com uso seguro e racional dos medicamentos, deixa de experimentar as potenciais Reações Adversas a Medicamentos (RAM) e em alguns casos, a inefetividade terapêutica.

  Conteúdo programático

  • INTERAÇÕES FÁRMACO-ÁLCOOL E FÁRMACO-ALIMENTO
    • Visão Geral e possíveis Mecanismos de Ação (MA)
    • Riscos Associados
  • INTERAÇÕES FÁRMACO-ÁLCOOL
    • Perfil de Consumo: Ocasional/ Crônico
    • Riscos Associados e Mecanismos de Ação (MA)
    • Interações
      • Bupropiona (Antidepressivo) x Álcool
      • Paracetamol x Álcool
    • Farmacocinética do Álcool
    • Interações Farmacocinéticas (Metabolização e outros)
    • Caso Clínico: Apresentação e Discussão
    • Interações Farmacodinâmicas e de Efeito
      • Fármacos que atuam no Sistema Nervoso Central (SNC) x Álcool
    • Outras Interações de Importância Clínica
      • Álcool e Dipirona
      • Álcool e Ácido Acetilsalicílico (AAS)
      • Álcool e Antimicrobianos
      • Álcool e Anti-inflamatórios
      • Álcool e Ansiolíticos (Benzodiazepínicos)
      • Álcool e Insulina
    • Caso Clínico: Apresentação e Discussão
  • INTERAÇÕES FÁRMACO-ALIMENTO
    • Riscos Associados e MA
    • Fisiologia do Trato Gastrointestinal (TGI)
      • Esvaziamento Gástrico x Absorção
    • Interações Farmacocinéticas (Absorção, Distribuição, Metabolização e Excreção)
    • Fatores Desencadeantes
    • Estados de Má Absorção
    • Caso Clínico – Apresentação e Discussão
    • Outros MA(s)
      • Interações fármaco-alimento com mecanismo de ação específico
      • Interações fármaco-alimento resultantes de reações químicas
    • Possíveis interações entre alimentos/nutrientes e fármacos de importância clínica
    • Caso Clínico
    • Interações que afetam o estado nutricional e cuidados e/ou medidas a serem tomadas

Ministrante

Valter Dias da Silva

Interações medicamentosas – MIP

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivo

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Compreender as interações medicamentosas, com ênfase para métodos de estudo (fontes de informação e intervenção farmacêutica na identificação das interações de maior importância clínica);
  • Compreender os mecanismos das interações farmacocinéticas e farmacodinâmicas, a fim de, promover o uso seguro e racional dos MIP;
  • Organizar a prática clínica da prescrição farmacêutica pautada nos conhecimentos da farmacologia (básica e clínica) e anamnese farmacêutica, de acordo com a legislação vigente.

  Conteúdo programático

  • PROATIVIDADE DO FARMACÊUTICO NA INTERAÇÃO COM USUÁRIOS DE MIP
    • Prescrição Farmacêutica e Medicamentos Isentos de Prescrição – MIP
    • Automedicação e Riscos Associados (Interações Medicamentosas);
    • Automedicação Responsável.
  • LEGISLAÇÃO VIGENTE QUE REGULAMENTA O SETOR DE “OTC”
    • Lista de MIP;
    • Legislações e Prestação de Serviços Farmacêuticos com MIP.
  • SINAIS E SINTOMAS / ANAMNESE FARMACÊUTICA / PRESCRIÇÃO
    • Princípios de Atenção Farmacêutica;
    • Caso Clínico (Farmacologia do MIP, Interação Medicamentosa – MIP, Segurança do Paciente na Prescrição do MIP);
    • Legislação e Prescrição Farmacêutica;
    • Entrevista e/ou Anamnese Farmacêutica;
    • Algoritmo de Anamnese Farmacêutica.
  • INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS E ESTUDO DE CASOS CLÍNICOS
    • Mecanismos das Interações Medicamentosas (Farmacocinéticas e Farmacodinâmicas);
    • Discussão de Casos Clínicos.

Ministrante

Valter Dias da Silva

Interferência de medicamentos em exames laboratoriais

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivo

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Analisar alguns fármacos que interferem em exames laboratoriais de rotina, enfatizando as alterações fisiológicas (in vivo) e analíticas (in vitro) que estes podem causar, direcionando para potenciais erros na conduta terapêutica correta

  Conteúdo programático

  • Introdução: como ocorrem as interferências de medicamentos nos exames laboratoriais;
  • Fármacos que interferem nos exames do perfil glicídico: glicemia de jejum, HbA1c e frutosamina;
  • Fármacos que interferem nos exames do perfil tireoidiano: T3, T4. T4Livre e TSH;
  • Fármacos que interferem no hemograma: discrasias sanguíneas;
  • Fármacos que interferem nos exames do perfil lipídico: colesterol, LDL, HDL e triglicérides;
  • Fármacos que interferem nos exames do perfil hepático: ALT, AST, gama-GT, bilirrubinas e fosfatase alcalina;
  • Fármacos que interferem nos exames do perfil renal: ureia, creatinina e Urina 1;
  • Fármacos que interferem nos exames do perfil da coagulação: TS, TC, TAP e TTPa.

Ministrante

Ronaldo Campanher

Medicamentos sob controle especial e antimicrobianos com ênfase no SNGPC

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivo

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Abordar os principais aspectos da Portaria nº 344/98 e dos antimicrobianos, além do controle de medicamentos realizado pelo sistema nacional de gerenciamento de produtos controlados (SNGPC) da Anvisa

  Conteúdo programático

  • Objetivo do SNGPC;
  • Autorização, cadastro, peticionamento eletrônico e renovação de cadastro;
  • Listas, denominações, tarjas e adendos das listas;
  • Notificação;
  • Conhecimento do SNGPC;
  • Medicamentos sob regime de controle especial e antimicrobianos.

Ministrante

Adriano Falvo

Metodologias ativas

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

O curso apresenta uso de Metodologias Ativas em Educação Farmacêutica qualificando o farmacêutico docente para estimular o aprendizado para prática profissional seguindo a legislação vigente.

Objetivos

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Compreender e analisar as diferentes ferramentas e estratégias para o desenvolvimento de competências e habilidades;
  • Discutir situações envolvendo os diversos cenários de atuação do farmacêutico;
  • Elaborar um programa de aulas com o planejamento acadêmico baseado na taxonomia de Bloom e respectivos níveis de aprendizagem;
  • Realizar os projetos previstos nas metodologias ativas com ênfase na conduta ética profissional;
  • Interagir com os alunos e outros docentes de maneira empática e respeitosa garantindo uma comunicação adequada aos diferentes níveis socioculturais.

  Conteúdo programático

  • Planejamento acadêmico baseado na taxonomia de Bloom;
  • Pirâmide de Miller da competência clínica;
  • Ciclo de Aprendizagem de Kolb;
  • Cone de Aprendizagem de Dale;
  • Domínio Cognitivo: Níveis para desenvolvimento de competências;
  • Características de um bom método ativo de ensino aprendizagem;
  • Arco de Maguerez
  • Discussão de caso (s) clínico (s) utilizando problematização e simulação.

Ministrante

Geraldo Alécio de Oliveira

Nutrição parenteral para farmacêuticos

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Compreender os principais conceitos relacionados a Terapia Nutricional Parenteral, de forma a capacitar o profissional farmacêutico a compreender questões clínicas e farmacotécnicas, normativas vigentes e as responsabilidades do profissional na área.

  Conteúdo programático

  • Introdução à Terapia Nutricional;
  • Regulamentação brasileira (Portaria nº 272/1998);
  • Papel do farmacêutico na EMTN (Equipe Multiprofissional de Terapia Nutricional;
  • Etapas da Terapia Nutricional Parenteral;
  • Indicações dos tipos de terapia – individualizada e industrializada;
  • Vias de acesso;
  • Tipos de cateteres venosos;
  • Componentes da nutrição parenteral (macronutrientes e micronutrientes;
  • Cálculos para a prescrição de nutrição parenteral;
  • Fatores que interferem na estabilidade da NP;
  • Avaliação Farmacêutica da prescrição;
  • Boas práticas de preparo da NP;
  • Rotulação e Embalagem;
  • Conservação e transporte;
  • Recebimento e Armazenamento;
  • Cuidados na monitorização do paciente recebendo a NP;
  • Nutrição parenteral hospitalar e domiciliar.

Ministrante

Dra. Janaína Drawanz Pereira

Portaria 344/98 e suas atualizações

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivo

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Abordar as regras da Portaria SVS/MS 344/98 e suas atualizações relacionadas a compra, distribuição, dispensação e manipulação de produtos controlados.

  Conteúdo programático

  • Legislação aplicável;
  • Autorização para exercer atividades com substâncias sujeitas ao controle da Portaria SVS/MS nº 344/98 e produtos que as contenham;
  • Critérios para guarda;
  • Receituários utilizados para prescrição; 
  • Critérios para escrituração (rastreabilidade);
  • Balanços obrigatórios;
  • Procedimentos quanto à produtos vencidos;
  • Orientações sobre devolução de produtos;
  • Responsabilidades do farmacêutico.

Ministrante

Daniela Caroline de Camargo Veríssimo

Prescrição farmacêutica – distúrbios envolvendo a pele

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivo

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Compreender a fisiopatologia, o tratamento e a monitoração dos principais distúrbios autolimitados que envolvem a pele;
  • Orientar o paciente com distúrbios autolimitados que envolvem a pele sobre as diferentes estratégias terapêuticas medicamentosas e não medicamentosas;
  • Discutir casos clínicos envolvendo o paciente distúrbios autolimitados que envolvem a pele baseado em evidências científicas;
  • Interagir com pacientes e equipe interprofissional de saúde, quando for o caso, de maneira empática e respeitosa garantindo uma comunicação adequada aos diferentes níveis socioculturais.

  Conteúdo programático

  • Fundamentos legais para a Prescrição Farmacêutica para distúrbios autolimitados cutâneos;
  • Fisiologia da pele;
  • Caracterização e fisiopatologia básica dos autolimitados que envolvem a pele:
    • Acne vulgar;
    • Dermatite atópica;
    • Dermatite de contato;
    • Infecções fúngicas da pele e mucosas: candidíase (mucocutânea), dermatofitoses e tinha versicolor;
    • Pequenas infecções bacterianas na pele;
    • Infecções parasitárias;
  • Discussão de casos clínicos.

Ministrante

Amouni Mohmoud Mourad

Prescrição farmacêutica – dor e cefaleia

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Compreender e analisar os fundamentos legais para a Prescrição Farmacêutica para sintomas autolimitados envolvendo dor e cefaleia;
  • Caracterizar a dor, utilizar escalas da dor, algoritmo da dor, distinguir os analgésicos periféricos, e os tratamento com MIP;
  • Caracterizar a cefaleia, os parâmetros que devem ser avaliados, algoritmo da cefaleia, e o tratamento com MIP;
  • Discutir situações clínicas envolvendo as condições de dor e cefaleia;
  • Interagir com pacientes e equipe interprofissional de saúde de maneira empática e respeitosa garantindo uma comunicação adequada aos diferentes níveis socioculturais.

  Conteúdo programático

  • Fundamentos legais para a Prescrição Farmacêutica para distúrbios menores envolvendo dor e cefaleia;
  • Caracterização da dor, parâmetros a serem avaliados, escalas da dor, algoritmo da dor, classificação dos analgésicos periféricos, tratamento com MIP;
  • Algoritmos da dor e da cefaleia;
  • Tratamentos da dor e da cefaleia com MIP;
  • Discussão de casos clínicos envolvendo as condições de dor e cefaleia.

Ministrante

Amouni Mohmoud Mourad

Prescrição farmacêutica – febre e sistema respiratório

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Compreender e analisar os fundamentos legais para a Prescrição Farmacêutica para sintomas autolimitados envolvendo febre e sistema respiratório;
  • Caracterizar a febre e sua classificação, algoritmo da febre, tratamento com MIP;
  • Caracterizar os sintomas de problemas relacionados ao sistema respiratório, dispneia ou taquipneia, congestão nasal, rinorreia, tosse; rinite, dor de garganta e seus respectivos algoritmos; tratamentos não medicamentosos e medicamentosos;
  • Discutir situações clínicas envolvendo as condições de febre e sintomas autolimitados relacionados ao sistema respiratório;
  • Interagir com pacientes e equipe interprofissional de saúde de maneira empática e respeitosa garantindo uma comunicação adequada aos diferentes níveis socioculturais.

  Conteúdo programático

  • Sintomas autolimitados referentes a febre;
  • Sistemas respiratório e seus distúrbios autolimitados;
  • Caracterização da febre, tosse aguda e crônica, congestão nasal, rinite, dor de garganta;
  • Uso de analgésicos, antitérmicos, antitussígenos, expectorantes e mucolíticos;
  • Algoritmos da febre, rinite, congestão nasal, rinorreia, dor de garganta;
  • Tratamentos da febre;
  • Tratamentos dos sintomas autolimitados do sistema respiratório;
  • Discussão de casos clínicos.

Ministrante

Amouni Mohmoud Mourad

Prescrição farmacêutica – sistema gastrointestinal

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Compreender a prescrição de medicamentos isentos de prescrição (MIP) nos distúrbios gastrointestinal e geniturinário.

  Conteúdo programático

  • Fundamentos legais para a Prescrição Farmacêutica aplicada aos transtornos menores dos sistemas gastrointestinal e geniturinário;
  • Caracterização dos distúrbios gastrointestinais; parâmetros a serem avaliados, algoritmos dos distúrbios gastrointestinais, tratamento com MIP;
  • Caracterização dos distúrbios geniturinários; parâmetros a serem avaliados;
  • Discussão de casos clínicos envolvendo os distúrbios dos sistemas gastrointestinal e geniturinário

Ministrante

Amouni Mohmoud Mourad

Prescrição Farmacêutica – Introdução

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Apontar o conhecimento teórico e a discussão dos aspectos legais na prática da prescrição farmacêutica.

  Conteúdo programático

  • Resolução CFF nº 586/13, que regula a prescrição farmacêutica e dá outras providências;
  • Histórico e panorama mundial da prescrição farmacêutica;
  • Aspectos legais e documentais da prescrição farmacêutica;
  • Diferenciação do âmbito para essa prática;
  • Conceituação dos transtornos menores;
  • Modelos de algoritmos de transtornos menores;
  • Discussão de casos clínicos envolvendo prescrição e interações de MIPs.

Ministrante

Rodinei Vieira Veloso

Prescrição farmacêutica de medicamentos fitoterápicos

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivo

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Compreender a prescrição de fitoterápicos, bem como, aprimorar os conhecimentos na área legislativa e farmacológica

  Conteúdo programático

  • Introdução;
  • Legislação;
  • Fitoterápicos com ação no Sistema Nervoso Central;
  • Fitoterápicos com ação no Sistema Gastrointestinal;
  • Fitoterápicos com ação no sistema Musculoesquelético;
  • Fitoterápicos com ação no Sistema Geniturinário;
  • Fitoterápicos com ação no Sistema Respiratório;
  • Discussão de casos clínicos.

Ministrante

Nilsa Sumie Yamashita Wadt

RDC 430/2020 e a aplicabilidade nas operações de logística de medicamentos

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Atender as prerrogativas, particularidades e padrões que a norma traz como inovação do setor de logística farmacêutica;
  • Implantar um sistema de gestão da qualidade nos diferentes atores da cadeia de valor ao qual o medicamento percorre, dos fabricantes até o consumidor final, por meio da ilustração de exemplos práticos;
  • Compreender as atribuições, responsabilidades direitos e deveres nas operações e gestão técnica;
  • Compreender modelos, alternativas e forma de gerir a rotina operacional preservando as regras técnicas e garantir a segurança e os padrões da armazenagem, transporte e distribuição de medicamentos aos usuários finais.

  Conteúdo programático

  • Fundamentos da logística, princípios, ferramentas, definições e estruturas;
  • Atribuições do Profissional farmacêutico nas operações logísticas;
  • Modelos Fiscais, aplicabilidade e conceitos dos atores na Cadeia de Suprimentos;
  • Logística Reversa;
  • Armazenagem estruturas, tecnologias e aplicação;
  • Armazenagem modelos, responsabilidades técnicas e metodologias da gestão;
  • Transportes estruturas e modelos operacionais;
  • Transportes modelos, responsabilidades técnicas e metodologias da gestão;
  • Histórico da RDC 430/2020;
  • Principais artigos e impactos no Sistema de Garantia da Qualidade (SGQ);
  • Transportes estruturas e modelos operacionais;
  • Prazos e Vigência do Art. 64 e exemplo de Validação de Rotas.

Ministrante

Kleber dos Santos Fernandes

Reconciliação medicamentosa

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Realizar conciliação medicamentosa de forma adequada promovendo eficácia e segurança ao tratamento dos pacientes.

  Conteúdo programático

  • Conceito;
  • Por que reconciliar é importante?;
  • Como fazer? Os elementos essenciais;
  • O papel da equipe multiprofissional;
  • O impacto do farmacêutico: o que já foi demonstrado;
  • Dificuldade para realização;
  • Casos clínicos.

Ministrante

Livia Maria Gonçalves Barbosa

Semiologia para farmacêuticos

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Auxiliar o farmacêutico a desenvolver o raciocínio clínico e o processo semiológico para o manejo de problemas de saúde, com ênfase aos autolimitados.

  Conteúdo programático

  • Justificativa e contexto dos Serviços Farmacêuticos em farmácias comunitárias;
  • Definições em Semiologia;
  • Problemas de saúde autolimitados;
  • Prescrição de Medicamentos;
  • Etapas do Processo Semiológico e Raciocínio Clínico;
  • Acolhimento da demanda;
  • Anamnese
    • Objetivos e importância da comunicação interpessoal;
    • Tipos de Comunicação na prática clínica;
    • Habilidades de comunicação para a prática clínica;
    • Elementos da anamnese.
  • Plano de Cuidado e registro SOAP;
  • Orientações para um paciente seguro.

Ministrante

Fatima Cristiane Lopes Goularte Farhat

Utilização das mídias sociais

Curso disponível na Academia Virtual de Farmácia

Objetivos

Ao final do curso, o farmacêutico estará qualificado para:

  • Compreender as ferramentas de comunicação e marketing para o posicionamento da marca pessoal farmacêutica.

  Conteúdo programático

  • Marketing é coisa de farmacêutico?
  • Como utilizar as mídias Sociais?
  • Como produzir um Conteúdo Digital?
  • Ferramentas na prática: Vídeos, stories, IGTV e aplicativos.

Ministrante

Natascha Trolesi Cenachi

Academia Virtual de Farmácia do CRF-SP

O objetivo é oferecer atualizações à distância pela internet, facilitando o acesso e assegurando flexibilidade de horário, permitindo que o interessado aprenda o conteúdo no seu tempo livre.

As atualizações online do CRF-SP poderão ser acessadas por meio da  Academia Virtual de Farmácia do CRF-SP , uma plataforma virtual que facilita o acesso dos profissionais de todos os locais do Estado de São Paulo.

Como acessar

Para acessar as atualizações online, o farmacêutico deve estar regularmente inscrito no Conselho, acessar o atendimento eletrônico no portal CRF-SP, clicar em Academia Virtual de Farmácia e seguir o passo a passo.

Se preferir, assista ao vídeo com as instruções para acessar a Academia Virtual de Farmácia:  http://ow.ly/IC2h308ag62 .

Confira as atualizações online disponíveis na Academia Virtual de Farmácia do CRF-SP.