CRF-SP investe em melhorias em sua estrutura administrativa com a implementação do Plano de Cargos e Salários (PCS)

 

São Paulo, 17 de julho de 2019.

O CRF-SP acredita que a satisfação e desenvolvimento profissional de seus colaboradores têm ligação direta com a qualidade do serviço que entrega aos farmacêuticos inscritos na entidade e à sociedade de modo geral. Por isso, no âmbito da Gestão de Pessoas, com o objetivo de alinhar a entidade às práticas mais modernas da área, foi instituído este ano o Plano de Cargos e Salários (PCS), primeira etapa para a implantação do Plano de Gestão de Desempenho que terá como meta incentivar o desenvolvimento profissional e a meritocracia.

O Plano de Cargos e Salários teve foco na instrumentalização do sistema de administração de pessoas de forma isonômica, e observou os princípios da Lei de Responsabilidade Fiscal, com aprovação do Plenário do Conselho. O gerente do Departamento de Gestão de Pessoas do CRF-SP, Valdecir Santos, explica que o PCS estabeleceu uma política capaz de identificar pendências passadas e permitir a progressão salarial com reposições de acordo com o tempo de serviço.

“Ao considerar o passado de cada funcionário, o PCS significou um avanço muito grande que contou com os esforços de uma comissão designada para fazer todo esse planejamento”, explica o gerente. Todos os cerca de 300 colaboradores foram avaliados pela comissão do PCS.

Ainda este ano, em uma nova fase deste trabalho, será implementada o Plano de Gestão de Desempenho, no qual os funcionários passarão anualmente por avaliação individual. O objetivo é dar norte e apontar horizontes a todos os colaborares, de forma a alinhar com o que o CRF-SP espera de cada um. “Dessa forma, todos saberão como estão indo, em quais pontos precisam melhorar e onde estão acertando. Juntos, traçarão um plano de desenvolvimento que trará a qualificação necessária, e maior satisfação para ambas as partes” refletindo na melhoria da entrega de serviços, afirma Valdecir.

Outro projeto que em breve será colocado em prática, também alinhada com as melhores práticas de gestão de pessoas, é um estudo de clima organizacional, cujo intuito é identificar possíveis insatisfações, suas motivações e o melhor encaminhamento para as eventuais correções. “Será uma pesquisa orientada de acordo com as relações de expectativas da empresa em relação aos colaboradores e destes em relação à empresa e que deverá subsidiar a implementação de políticas que contribuam para gerar melhor clima de trabalho e em mudanças comportamentais desejáveis. Isso se refletirá seguramente na melhora da qualidade que o CRF-SP oferece a seu cliente final, que é o farmacêutico”, finaliza Valdecir.

 

Departamento de Comunicação CRF-SP

CLIQUE AQUI PARA CONSULTAR OUTRAS NOTÍCIAS