Data é marcada no dia 27 deste mês

São Paulo, 15 de julho de 2019

A campanha Julho Verde já começou e chama atenção para prevenção e tratamento de tumores de cabeça e pescoço. O dia mundial de conscientização e combate a esses tipos de cânceres é celebrado no dia 27 deste mês.
Entre essas neoplasias malignas, o câncer de cavidade oral é o sétimo mais comum no Brasil. De acordo com o Inca (Instituto Nacional de Câncer), essa doença atinge a mucosa bucal, gengivas, palato duro, língua oral e assoalho da boca. A estimativa é que cerca de 14.700 pessoas foram diagnosticados com a doença em 2018.

O problema, que costuma surgir após os 40 anos, tem como principal fator o tabagismo que, aliado com o alcoolismo, faz com seja até seis vezes maior a incidência da doença. Quem fuma e bebe deve ficar atento ao surgimento de manchas brancas ou vermelhas na boca que permanecem por mais de 15 dias.

Além disso, o HPV (vírus do papiloma humano) também está relacionado com câncer de boca, por isso vacinar-se contra o vírus é importante. A vacina é ofertada no SUS (Sistema Único de Saúde) e é extremamente eficaz na prevenção desses tumores. Ela está disponível nas mais de 36 mil salas de vacinação. Para os meninos, a indicação é na faixa etária de 11 a 14 anos e, para meninas de 9 a 14 anos.

Se a ferida for menor que 2 cm e for diagnosticada precocemente, após uma pequena cirurgia e sem a necessidade de passar por quimioterapia, a chance de cura chega aos 80%. Por esse motivo a população deve estar atenta a qualquer sinal e visitar um médico o quanto antes. Dependendo do avanço do tumor, as chances de cura podem cair para 30% a 50%.

O câncer na tireoide também está na lista de tumores de pescoço e é o décimo mais comum no país. Segundo o Inca, 9.610 pessoas foram diagnosticadas com esse tipo de câncer em 2018. Ainda faltam estudos que comprovem a relação, porém especialistas acreditam que a doença pode estar ligada ao hipertireoidismo, a alterações dos hormônios sexuais, a padrões dietéticos, à obesidade e ao tabagismo.

Apesar de ser assintomático na maioria das vezes, algumas pessoas podem notar um caroço no pescoço. Ficar atento a deformidades e visitar o médico com frequência, principalmente quem já teve um diagnóstico na família, ajuda na detecção precoce.

Como se prevenir

  • Não fumar; 
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas; 
  • Ter alimentação rica em frutas verduras e legumes; 
  • Manter boa higiene bucal; 
  • Usar preservativo (camisinha) na prática do sexo oral; 
  • Manter o peso corporal adequado; 
  • Vacinar-se contra o HPV;

Departamento de Comunicação CRF-SP (Fonte: UOL VivaBem)

CLIQUE AQUI PARA CONSULTAR OUTRAS NOTÍCIAS