Embora a Homeopatia tenha como característica a individualização dos sintomas e do paciente, é conhecido seu importante papel em casos epidêmicos, especialmente quando não há vacina para profilaxia ou tratamento específico, como ocorre na dengue.

De acordo com Hahnemann, a observação minuciosa e precisa dos casos de uma doença epidêmica permite encontrar o medicamento homeopático mais adequado à “totalidade dos sintomas” do surto epidêmico.

Estudos realizados em cidades brasileiras demonstraram a eficácia de medicamentos homeopáticos na prevenção e tratamento da dengue1,2. Esses trabalhos foram realizados a partir da identificação de um ou mais medicamentos homeopáticos que cobriam os sintomas semelhantes aos descritos pelos pacientes com suspeita ou diagnóstico de dengue, podendo ser utilizados tanto no controle profilático como, em alguns casos, no controle de sintomas clínicos.

Destaca-se a seguir as três substâncias homeopáticas eficazes para a profilaxia ou tratamento da dengue, que podem ser encontradas em medicamentos manipulados ou industrializados.

TabelaTabela

Cabe destacar que a conduta terapêutica para a dengue, recomendada pelo Ministério da Saúde, integra o acompanhamento ambulatorial, medidas de hidratação e uso de analgésicos, antieméticos e antipruriginosos, para combater os sintomas.

Referências:
1-http://www.feg.unesp.br/~ojs/index.php/ijhdr/article/view/312/373 
2-http://www.feg.unesp.br/~ojs/index.php/ijhdr/article/view/315/374