De acordo com o parecer apresentado pelo deputado João Dado, o projeto de lei da dra. Vanessa Grazziotin é benéfico “porque garante a orientação adequada à população que faz uso de medicamentos dispensados na rede pública de saúde”.