Posicionamento do CRF-SP contra o tratamento precoce da covid-19 e o uso de medicamentos sem comprovação científica

 

São Paulo, 29 de setembro de 2021.

Em complemento às informações divulgadas na imprensa esta semana sobre o encaminhamento de ofício da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo aos conselhos profissionais da área da Saúde, incluindo o Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo (CRF-SP), para que adotem medidas acerca de fatos noticiados na CPI da covid-19 ocorridos nos hospitais da rede Prevent Senior, o Conselho esclarece que, desde o início da pandemia, não mediu esforços para realizar ações para alertar a categoria farmacêutica e a sociedade sobre os riscos do uso de medicamentos sem comprovação científica para o tratamento da covid-19.

Em 09/07/2020 esta autarquia enviou o ofício CJR/CRF-SP nº 7.069/2020 (http://www.crfsp.org.br/images/arquivos/PGR_oficio.pdf) para a Procuradoria-Geral da República – Ministério Público Federal sobre um vídeo presidencial que abordava o uso de hidroxicloroquina para o tratamento de covid-19.

Foram publicados diversos informes técnicos e pareceres no portal do CRF-SP e nas redes sociais, nos quais a entidade reforça o alerta sobre a importância do uso racional de medicamentos e com fundamento em conhecimento científico, como pode ser conferido abaixo:

- Nota emitida pelo CRF-SP em 18/05/2020 sobre uso de cloroquina e outros medicamentos no tratamento de covid-19http://www.crfsp.org.br/noticias/11299-nota-t%C3%A9cnica-2.html

- Nota emitida pelo CRF-SP em 02/07/2020 sobre o uso de ivermectina no tratamento de covid-19http://www.crfsp.org.br/noticias/11380-crf-sp-emite-nota-sobre-o-uso-de-ivermectina-no-tratamento-de-covid-19.html

- Alerta emitido pelo CRF-SP em 18/01/2021 sobre tratamento precoce da covid-19, quando o Ministério da Saúde lançou um aplicativo com o intuito de coletar sintomas e sinais de pacientes para sugerir a prescrição desses medicamentos e incentivar municípios a distribuir kits contendo hidroxicloroquina ou cloroquina, ivermectina, azitromicina, dentre outros (posteriormente desativado): http://www.crfsp.org.br/noticias/11587-alerta-sobre-tratamento-precoce-da-covid-19.html – o CRF-SP enfatizou ser contrário a práticas que não têm comprovação científica e conclamou profissionais a fornecerem informações seguras à população;

- Informe publicado pelo CRF-SP em 31/03/2021 sobre o tratamento precoce da covid-19http://www.crfsp.org.br/noticias/11670-aten%C3%A7%C3%A3o-5.html

Ações de Fiscalização e Orientação

Em abril de 2021 o CRF-SP entregou ofício a farmacêuticos responsáveis técnicos e responsáveis legais de estabelecimentos farmacêuticos de Itapeva (SP) por meio da fiscalização, reforçando os riscos do tratamento precoce/preventivo contra a covid-19, após recebimento de denúncia de vídeo gravado por representantes do comércio local incentivando essa prática, confira: http://www.crfsp.org.br/images/arquivos/itapeva_oficio_.pdf

A Associação Comercial de Itapeva também foi oficiada pelo CRF-SP, confira: http://www.crfsp.org.br/images/arquivos/oficio_associacao_itapeva.pdf

Em maio passado, representantes do CRF-SP e do Centro de Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (CVS) se reuniram para debater o problema e decidiram dar início à realização de ações para o controle do uso desses medicamentos no âmbito estadual (confira neste link: http://www.crfsp.org.br/noticias/11748-aumento-no-consumo.html).

Dados sobre as orientações realizadas relacionadas à covid-19 no período de 01/03/2020 a 31/08/2021:

19.421 orientações aos farmacêuticos em inspeções, convocações e notificações via e-mail, distribuídas da seguinte forma:

- Orientações sobre medidas de prevenção (total: 14.432)
- Orientações sobre mudanças temporárias na dispensação de medicamentos (total: 2.139)
- Orientações sobre não conformidade na realização de testes rápidos (total: 2.800)
- Orientação sobre irregularidade na divulgação de produtos para tratamento (total: 50)

Ações diversas

Além das notas e informes técnicos foram inúmeras as outras publicações no portal, redes sociais e envio de comunicados à imprensa pontuando as razões que demonstravam a falta de eficácia do chamado kit-covid-19 no tratamento precoce da doença, sempre embasadas em dados científicos.

Foi criada uma área exclusiva sobre a covid-19 (http://www.crfsp.org.br/sobre-o-crf-sp/covid-19.html), denominada “Farmacêuticos contra o coronavírus” no portal do CRF-SP (www.crfsp.org.br) que contempla diversos conteúdos técnicos e ferramentas para comunicação visual junto à população relacionados a essa temática, incluindo também publicações de outras entidades e instituições nacionais e internacionais, bem como entrevistas concedidas pelo CRF-SP veiculadas na imprensa.

À imprensa, os porta-vozes do CRF-SP se posicionaram com veemência sobre a preocupação da entidade com o aumento de medicamentos como a hidroxicloroquina e ivermectina, como em março passado, quando a diretora-tesoureira do Conselho, Dra. Danyelle Marini, concedeu entrevista ao SP1 da Rede Globo, confira: http://www.crfsp.org.br/noticias/11668-uso-irracional-de-medicamentos.html

Veja outras reportagens com participações do CRF-SP sobre os riscos dos medicamentos no tratamento precoce sem comprovação científica:

‘Na Quarentena’: Os perigos da automedicação em tempos de covid-19: https://brasil.estadao.com.br/blogs/estadao-podcasts/na-quarentena-os-perigos-da-automedicacao-em-tempos-de-covid-19/
Azitromicina tem ampla ação, mas uso frequente pode gerar resistência:
https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2020/05/12/azitromicina-tem-ampla-acao-mas-uso-frequente-pode-levar-a-resistencia.htm
Ivermectina: o que sabemos sobre seu uso contra o coronavírus: https://saude.abril.com.br/medicina/ivermectina-o-que-sabemos-sobre-seu-uso-contra-o-coronavirus/
Vendas de medicamentos supostamente associados ao tratamento de Covid-19 disparam: https://cbn.globoradio.globo.com/media/audio/300394/vendas-de-medicamentos-supostamente-associados-ao-.htm

O assunto também esteve em pauta em inúmeros webinars promovidos com especialistas de diversas áreas pelo YouTube, em apresentações abertas ao público. Confira alguns exemplos:

Uso racional de antibióticos na covid-19 - https://www.youtube.com/watch?v=qidz7vhu64w&t=4s
Como avaliar as evidências científicas dos tratamentos propostos para a covid-19 - https://www.youtube.com/watch?v=cFITNySCZU8&t=2s
Uso seguro e correto de medicamentos - https://www.youtube.com/watch?v=PBs6iBPfSJw&t=144s

Dessa forma, a diretoria do CRF-SP reafirma seu compromisso histórico com o uso racional de medicamentos, diretriz que sempre pautou as ações dessa entidade.

 

Departamento de Comunicação CRF-SP

CLIQUE AQUI PARA CONSULTAR OUTRAS NOTÍCIAS 


Fique atualizado sobre capacitações e informativos importantes do CRF-SP. Participe do grupo de WhatsApp e mantenha-se informado
Ingressando no grupo você dá consentimento para que todos os integrantes tenham acesso ao seu número de celular.

https://chat.whatsapp.com/I9Iuyd79HbkBeDfIgzVbbA