Palestrante abordará as mutações virais e as consequências para a saúde humana no Congresso

 

São Paulo, 23 de setembro de 2021.

Uma das novidades do XXI Congresso Farmacêutico de São Paulo é a inclusão da área Uso Racional de Antibióticos/Infectologia, com atividades que abordarão temas que geraram amplo debate na comunidade científica nos últimos tempos devido à pandemia por covid-19. Na programação estão temas que tratam de questões relacionadas às vacinas e à logística para atender um país de dimensões continentais como o Brasil, o uso de antibióticos e seus efeitos pós-pandemia, tecnologias em saúde e escassez de recursos, insumos farmacêuticos ativos e mutações virais.

Para falar deste último tema, o convidado é o Prof. Dr. Emerson Carraro, que atua no Departamento de Farmácia e Laboratório de Virologia e Biologia Molecular da Universidade Estadual do Centro Oeste (Unicentro) – campus Guarapuava (PR). A palestra “Mutações virais e suas consequências para a saúde humana” acontecerá no dia 12 de novembro, às 16h40, com moderação da Dra. Adryela Ferreira Luz. A seguir, confirma entrevista do ministrante sobre o que pretende abordar nessa atividade:

- Quais aspectos sobre mutações virais você pretende abordar no Congresso?

Entender sobre as mutações que ocorrem no Sars-CoV-2 é parte fundamental no enfrentamento e controle da pandemia de covid-19, pois todas as medidas atualmente empregadas para seu controle são pautadas no conhecimento gerado a partir do início do contato do ser humano com este vírus. O surgimento de variantes pode implicar em mudanças de comportamento que exigem novas medidas para o controle da disseminação do vírus ou a forma com que abordamos os pacientes infectados quanto as suas complicações. Abordaremos no Congresso justamente estes aspectos envolvidos no impacto das novas variantes e as estratégias de controle da pandemia, em especial, o impacto sobre a vacinação. Por exemplo, quando foi realizada a pesquisa clínica de aprovação de uma vacina, esta eficácia indica um efeito protetor sobre a população pautado na variante viral que circulava na época. Se a mutação de uma nova variante ocorrer no sítio de ligação do anticorpo induzido pela resposta vacinal, pode comprometer esta eficácia.

- Podemos dizer que todos os vírus sofrem mutações?

Sim, faz parte da natureza dos vírus gerar variações nas suas sequências gênicas durante o processo replicativo, em diferentes graus e com diferentes implicações. Temos exemplos de outros vírus em que as taxas mutacionais são bem maiores que as do Sars-CoV-2, mas que não impactam tão rapidamente a população provavelmente devido ao histórico de convivência com o ser humano que vem gerando imunidade que permite o controle mais fácil também destas variantes.

- As formas de vida do mundo atual de fato contribuem para que os vírus circulem mais e, portanto, sofram mais mutações genéticas?

Com certeza, a densidade populacional, principalmente nas grandes cidades do mundo, e a facilidade de deslocamento entre locais distantes, são fatores que contribuem para a disseminação dos vírus de transmissão respiratória, como o causador da covid-19. Como o surgimento de variantes depende da quantidade de vírus replicando, quanto mais pessoas estiverem infectadas, maior a chance de surgirem variantes com vantagens em relação aos seus ancestrais e que tenham impacto maior na população. Este impacto pode ser tanto do ponto de vista de vantagens na transmissão, como uma maior gravidade de doença nas pessoas infectadas ou mesmo de escape da vacina, reduzindo sua proteção.

- Acompanhamos desde a descoberta do Sars-CoV-2 a ocorrência de diferentes variantes. Isso é comum a todos os vírus?

O que estamos vivendo com a pandemia atual é uma situação sem precedentes na história da humanidade e o impacto desta pandemia tem levado o mundo todo a direcionar esforços para seu enfrentamento. Então, há uma necessidade de acesso a informação por todo mundo, o que tem elevado o assunto de variantes virais ao interesse de todos, hoje vemos este assunto até nas rodas de café em todas as camadas sociais. Mas a ocorrência de variantes ocorre também com outros vírus. Um exemplo bem próximo é o vírus influenza, que nos obriga a repetir a vacinação anualmente para termos proteção contra as novas variantes que aparecem.

- Ainda sobre as particularidades dessas mutações do Sars-COV-2, há aspectos que o diferenciam dos demais vírus que afetam a saúde humana?

Há algumas particularidades sim, mas acredito que a principal seja devido ao desejo de controle da forma mais rápida possível. Vejamos o impacto do surgimento da variante de Manaus (AM), onde naquele momento a pandemia caminhava para o controle naquele local, mas, de repente, o cenário mudou e a nova variante causou um novo pico de circulação de vírus ainda maior que o vivido no início da pandemia e alertou o mundo todo sobre sua dificuldade de controle.

 

XXI Congresso Farmacêutico de São Paulo

Com o tema “O mercado se transforma e os melhores profissionais se reinventam”, o Congresso on-line, acontece de 10 a 13 de novembro, paralelamente ao XIII Seminário Internacional de Ciências Farmacêuticas e a Expofar, conta com mais de 200 atividades, 300 ministrantes nacionais e internacionais e 290 horas de programação nas mais diversas áreas da Farmácia.

As atividades abrangem as áreas de Análises Clínicas e Toxicológicas, Educação Farmacêutica, Farmácia Clínica e Cuidado ao Idoso, Farmácia: Gestão e serviços farmacêuticos, Farmácia Estética e Cosmetologia, Farmácia Hospitalar e Radiofarmácia, Farmácia magistral, Indústria Farmacêutica, Logística Farmacêutica, Osmologia (óleos essenciais), Pesquisa Clínica, Práticas Integrativas e Complementares, Relacionamento com a sociedade, Suplementos alimentares e alimentos especiais, Saúde Pública, Tecnologia e inovação farmacêutica, Uso racional de antibióticos e Infectologia.

O Congresso também está aberto à submissão dos trabalhos científicos e, repetindo o sucesso da edição anterior, contará com a modalidade “Relatos de Experiências”, um formato que abrigará as experiências profissionais que merecem serem registradas para conhecimento dos demais profissionais da área.

Durante o Congresso, também acontece mais uma edição da Expofar, feira de exposição e negócios, que reúne uma série de empresas com lançamentos e inovações em produtos e serviços farmacêuticos, será também em ambiente virtual, com estandes e 100% de interatividade.

Acesse a programação e faça sua inscrição

 

Renata Gonçalez

Departamento de Comunicação CRF-SP

CLIQUE AQUI PARA CONSULTAR OUTRAS NOTÍCIAS 



Fique atualizado sobre capacitações e informativos importantes do CRF-SP. Participe do grupo de WhatsApp e mantenha-se informado

Ingressando no grupo você dá consentimento para que todos os integrantes tenham acesso ao seu número de celular.

https://chat.whatsapp.com/I9Iuyd79HbkBeDfIgzVbbA