CRF-SP realiza fórum que debateu uso medicinal e regulamentação da cannabis no Brasil

CRF-SP realiza fórum que debateu uso medicinal e regulamentação da cannabis no BrasilCRF-SP realiza fórum que debateu uso medicinal e regulamentação da cannabis no BrasilSão Paulo, 23 de fevereiro de 2021.

O CRF-SP realizou no sábado, dia 20/2, o Fórum Cannabis - Tendências em uso medicinal e regulamentação no Brasil, evento virtual transmitido ao vivo e sua gravação continua disponível no canal do Youtube do CRF-SP e pode ser acessada livremente por qualquer interessado no assunto. O debate reuniu especialistas e representantes de entidades que defendem o uso da substância como medicamento para o tratamento de diversas doenças.

Com a moderação da Dra. Nilsa Sumie Yamashita Wadt, coordenadora do Grupo Técnico de Trabalho de Plantas Medicinais e Fitoterápicos do CRF-SP, o evento foi iniciado com a participação do Dr. Paulo Eduardo Orlandi Mattos, pesquisador da Unifesp, Instituto de Pesquisas e Terapias Complementares, que apresentou um breve histórico do uso da cannabis medicinal, o papel das associações, o trabalho desenvolvido pela Unifesp e enumerou as indicações terapêuticas baseadas em evidências científicas. Parafraseando o mestre Dr.Elisaldo Carlini, especialista na área da canabidiol com quem trabalhou por dez anos afirmou que “talvez essa seja a planta mais prejudicada por uma discussão levada pela emoção, por interesses ideológicos e supersticiosos, muitas vezes atrapalhando os estudos e seu uso”.

Durante sua participação, Dr. Marco Antônio Fiaschetti, diretor executivo da Anfarmag, observou a importância do setor magistral na discussão do fórum. “Tratamentos à base de cannabis requerem individualização de doses. Por isso, cabe ao farmacêutico magistral verificar os vários componentes ativos da planta para possibilitar à sociedade o acesso aos produtos com segurança, eficácia e qualidade, independentemente da classificação como medicamento ou suplemento”.

Com uma apresentação voltada para área de autorização, registro e regulamentação, a Dra. Ana Cecília Bezerra Carvalho, da gerência de registro de medicamentos fitoterápicos da Agencia Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ressaltou que a cannabis é uma planta que pode ser registrada como medicamento seguindo as mesmas regras dos fabricantes para qualquer outra planta medicinal. “O uso medicinal sempre foi regulamentado, o que a Anvisa fez foi, adicionalmente, atendendo o clamor popular, permitir uma forma mais simplificada de uso da cannabis. Não é tudo o que a população precisa, mas foi o que a área de registro conseguiu fazer com os regulamentos que a gente tem até agora”.

A última apresentação foi da Dra. Margarete Brito, advogada da Associação de Apoio à Pesquisa e à Pacientes de Cannabis Medicinal (APEPI), uma entidade formada da união de familiares, pacientes e de todos que acreditam no uso terapêutico da cannabis. Em sua participação, apresentou o trabalho da instituição que representa e dos principais objetivos que é a mobilização da sociedade em prol da regulamentação do uso medicinal da cannabis e a luta por uma nova legislação, que permita maior acesso, mais pesquisa e maior liberdade individual. “A gente acredita que é possível ter um produto de qualidade, produzido da forma como deve ser e que seja barato’, enfatizou.

Clique no link e veja o vídeo completo do Fórum Cannabis - Tendências em uso medicinal e regulamentação no Brasil https://youtu.be/YbUrfCT9JlI

Carlos Nascimento
Departamento de Comunicação CRF-SP

CLIQUE AQUI PARA CONSULTAR OUTRAS NOTÍCIAS 

Fique atualizado sobre capacitações e informativos importantes do CRF-SP. Participe do grupo de WhatsApp e mantenha-se informado:

https://chat.whatsapp.com/KG09Ci7QDtqBnGrL00gFTX